terça-feira, 4 de junho de 2013

Poema da Primavera





DRAMATIZAÇÃO DA PRIMAVERA

A POLTRONA DAS ESTAÇÕES
JÁ SE ESCUTAM AS TROMBETAS
ANUNCIANDO A CHEGADA
SAEM AS AVES PARA CUMPRIMENTAR
A RAINHA TÃO ESPERADA
SENHOR INVERNO, PREGUIÇOSO,
SE ENCOLHE NA POLTRONA
“SE ME FINJO DE DORMINHOCO
ME LIVRO DE UMA VERGONHA.
MIL PÉTALAS PELO CAMINHO
E NINGUÉM PODE NEGAR.
A PRIMAVERA SE APROXIMA,
E LOGO IRÃO CORAR.
SENHOR INVERNO CONFUSO,
OLHA PARA TODOS PREGUNTANDO:
“O QUE SERÁ? O QUE ACONTECE?
A TEMPERATURA ESTÁ AUMENTANDO!”
TODOS CORREM PARA GUARDAR
AS BLUSAS E OS ABRIGOS.
BRILHAM OS COLARES DE FLORES
AGORA TUDO É DIVERTIDO!
SENHOR INVERNO PENSOU MUDO
E ENCONTROU A SOLUÇÃO:
COMO É UM BOM AMIGO
RECEBE A NOVA ESTAÇÃO.
PRIMAVERA É PACIENTE
E ESPERA O TEMPO PASSAR.
DOM INVERNO INTELIGENTE
PERCEBE QUE JÁ NÃO É O
SEU LUGAR
BEIJA A SUA MÃO TÃO MORNA,
E SE AJOELHA A SEUS PÉS
E COM UMA REVERÊNCIA
SE DESPEDE: “ATÉ A PRÓXIMA VEZ.”
Veja aqui
Postar um comentário